O que é airdrop de criptomoedas? Entenda absolutamente tudo!

Um airdrop de criptomoedas é uma estratégia de marketing que startups e até mesmo empresas já consilidadas usam para promover seus projetos ou mesmo um novo token. 

Como funciona um airdrop de criptomoedas e quem se interessa por eles? Hoje vamos falar disso, e de muito mais. 

BTC caindo do céu em um airdrop de criptomoedas

O que é airdrop? 

Um airdrop é um método usado por novas empresas, principalmente as que trabalham em blockchain. Acontecem quando se faz alguma distribuição de criptomoedas ou de outros tipos de tokens de graça, para usuários de carteiras de criptomoedas públicas. 

O objetivo é dar visibilidade a  moedas virtuais ou mesmo incentivar o uso de uma nova plataforma. Ou seja, os airdrops são estratégias de promoção. 

Então, a plataforma nativa manda tokens para alguns grupos de usuários que sejam de seu interesse. Podem distribuir vários tipos de tokens, inclusive os de governança. 

Sobre os tokens de governança, é um tipo de ativo que costuma apresentar um preço que tende à valorização. Além disso, dão direito a voto nas instâncias de decisões sobre os futuros de um projeto. 

Em vários casos, um usuário ganha o direito de participar de um airdrop crypto quando completam algum tipo de tarefa ou uma sequência de ações indicadas por quem organiza a distribuição dos novos tokens. 

Entre alguns dos pedidos, você pode encontrar:

  • seguir contas nas redes sociais;
  • compartilhar ou retweetar alguma publicação; 
  • mandar ou receber uma transação (pela plataforma ou carteira em questão).

🔒 Dica de segurança: um airdrop de criptomoedas legítimo nunca pede, como requisito, nenhum tipo de investimento no token em questão, já que a finalidade da promoção não é a venda, e sim a visibilidade do projeto. 

Importância dos airdrops crypto 

Um airdrop é essencial para vários players da comunidade das criptomoedas. 

Em primeiro lugar, é importante para as empresas, já que ajudam novos projetos a ganhar um pouco de atenção para si em um cenário tão competitivo como o é o mercado das criptomoedas. 

É fundamental para o token, que depende de quantas pessoas se interessem por ele (façam trade, hodl, staking, entre outras operações) para ter seu valor de mercado definido. 

Além do valor em si, os airdrops de cripto também são uma forma de criar uma base inicial de usuários, que poderiam não se interessar se tivessem que pagar por algo que não conhecem bem ainda. 

Por último, e não menos importante, um airdrop é vantajoso para os usuários, já que uma cripto pode subir de valor repentinamente, gerando muitos lucros, sem que eles tivessem investido nem um satoshi.

Lembrando sempre que uma criptomoeda não costuma ter seu valor aumentado se ela não tiver um uso massivo. E para que isso aconteça, é fundamental que as equipes a cargo do projeto se esforcem ao máximo para criar um projeto que seja bom para todos. 

E, se tudo vai bem, as transações aumentam, a quantidade de carteiras que apostam na cripto sobe e o token ganha em valor de mercado.  

bitcoin ligado com a palavra task de um airdrop de croptomoedas

Como funciona o airdrop?

O mais comum é que todo esse processo comece quando as empresas dão a partida da divulgação da nova crypto ou plataforma. Isso costuma acontecer em fóruns especializados, em suas próprias páginas e redes sociais. 

Após a divulgação, a empresa transfere os ativos crypto para as carteiras dos usuários.

Mas como é que a empresa decide para quem mandar os tokens? 

Há alguns fatores que podem influenciar esta decisão. Algumas empresas enviam o token para as carteiras dos usuários mais ativos da sua comunidade, enquanto outras podem exigir que o portador da carteira participe de alguma atividade, como as que citamos antes. 

Também há ocasiões onde as empresas pedem que o usuário tenha um montante mínimo de criptomoedas depositado em sua conta para poder participar do airdrop.

➡️ ETH e BTC costumam estar nessa lista, já que são as maiores comunidades e mercados do mercado crypto. 

Tipos de airdrops

Airdrop padrão

O formato menos restritivo entre os tipos de airdrop que existem, nesta modalidade, os usuários recebem os novos tokens somente por executarem uma ação tão simples como inscrever-se em uma newsletter ou cadastrar seus e-mails. 

Bounty Airdrop

Este é o formato que citamos antes, ainda no artigo de hoje. O airdrop é feito entre os que cumprem algumas sequências de tarefas, como repostar algo, compartilhar nos stories, convidar “x” pessoas para a plataforma, etc. 

Airdrops Exclusivos

Esse vale para quem já tem história dentro de alguma comunidade ou projeto, página ou qualquer outro tipo de grupos. Por exemplo, a Uniswap deu 2500 UNI para seus usuários mais fiéis, em setembro de 2020. Naquele momento, essa quantidade equivalia a cerca de USD 1.200.

Airdrops de Hardfork

Esse é um pouco diferente dos outros tipos. Quando uma blockchain passa por um hardfork, ou seja, muda a forma como sua codificação e procedimentos funcionam, cria-se uma nova criptomoeda. 

O exemplo mais conhecido é o airdrop do Bitcoin Cash (BCH): quem tinha BTC antes do fork, recebeu a mesma quantidade da nova crypto. Recentemente, a LUNC também distribuiu LUNA entre os que tinham posições na LUNA original.

Holder Airdrop

Essa modalidade de airdrop parece com a do hardfork, já que, quem tinha um determinado token, recebe os novos. A Ethereum já ofereceu tokens gratuitos para seus usuários quando um novo projeto era hospedado em sua blockchain. 

Airdrop de NFT

Um airdrop de NFT costuma acontecer quando alguém participa de uma determinada plataforma há algum tempo ou quando há novos produtos sendo lançados. 

Nem sempre esse presente do mundo crypto é feito com uma nova criptomoeda, os NFTs estão bombando e podem chegar a valer muito, muito dinheiro com o passar do tempo. 

Airdrop crypto mais famosos

Uma vez que você já sabe o que é airdrop de criptomoedas, pode entender a dimensão de algumas edições que marcaram história. 

Inclusive, podemos começar por um que não deu certo. O antagonista, no caso, é a Auroracoin. Tudo o que as pessoas precisavam fazer era se registra em uma lista. 

📉 Posteriormente, os participantes receberam ~32 AUR, o que valia cerca de 385 USD. Quase todo mundo vendeu a crypto rapidamente e, hoje, a AUR vale ~USD 0.07138. 

Como já citamos o Bitcoin Cash, vale a pena falar de outro airdrop de sucesso. No caso, estamos falando da Minereum, o first self-mining smart contract (primeiro contrato inteligente auto-minerado). 

🤑 O que chama a atenção neste caso é o aumento do valor da MNE. Quem recebeu as 32.000 unidades deve ter ficado feliz quando viu o valor total desse montante atingir 440.000 USD!

Vantagens e desvantagens de airdrops

O primeiro e mais importante benefício para um usuário crypto é adquirir uma posição em um token pelo qual ele não teve que pagar nada. Sem gastos de dinheiro, você tem novos ativos digitais na sua carteira. 

No mundo crypto, apesar de que moedas como o BTC e o ETH prevalecem, também vale muito a pena ampliar a carteira com outros tipos de projetos. 

Além disso, é sempre muito interessante acompanhar um novo projeto e ver como ele se desenvolve. Plataformas com potencial, quando acompanhadas desde o princípio, podem render muitos lucros. 

A única desvantagem, digamos, é a possibilidade de que a cripto do airdrop não ganhe asas e não se valorize com o tempo. 

Inclusive, muitas pessoas dedicam tempo, atenção e energias para participar de airdrops e receber as recompensas só para vendê-las na primeira oportunidade. Uma consequência possível é a perda geral de interesse no projeto e a queda do valor da cotação. 

Mesmo assim, a verdade é que nunca se sabe bem onde um airdrop vai parar. Tem gente que encara como um hobby que dá dinheiro, principalmente os mais entusiastas de crypto. 

Uma coisa é certa: é preciso acompanhar os desenvolvimentos e comunicados dos desenvolvedores. Estudar o roadmap da empresa por trás da iniciativa também é aconselhável, antes de investir tempo e recursos.