O que é um Explorador de Blockchain e como você mesmo pode usar um?

Quantas vezes você já ouviu falar que as blockchains são transparentes, públicas e que qualquer pessoa pode ter acesso a elas?

Provavelmente, uma infinidade, certo? Mas, como ‘ver’ a blockchain? Será que preciso de um programador?

A porta de entrada para qualquer mortal que queira ver o que acontece numa blockchain é um explorador de blockchain. 

🔎 Pense nele como se fosse um Google dedicado às cadeias de blocos. 

Você pode entrar em um buscador e encontrar informações sobre qualquer address, bloco ou transação; tudo de forma simples e fácil. 

Os exploradores de blockchain são parecidos: alguns mostram estatísticas sobre os últimos blocos ou últimas transações já na página inicial, mas o mais importante é o buscador em si. Um bom exemplo de block explorer é o Blockchair

imagem de simbolos que fazem referencia a um explorador de blockchain

Para que serve um explorador de blockchain?

☑️ Para ver as transações de um endereço: você pode ver exatamente quantos ativos existem em um endereço, que transações fez, pra quem enviou criptomoedas e quanto foi pago em taxas de transferências

☑️ Para ver o status da mempool:  mempool é o lugar para onde vão todas as transações antes de serem validadas por um minerador de criptomoedas. 

Essa informação mostra o quanto uma rede pode estar congestionada e quanto alguém precisa pagar de comissões se quiser fazer uma transação. 

☑️ Conferir o status de uma transação: todas as vezes que você faz uma transação, recebe um ID único que representa a operação. 

Se você procurar pelo ID em um explorador de blocos, vai ver se a transação ainda está na mempool, se já foi unida a um bloco e quantas confirmações tem

Como usar um Explorador de Blocos na prática?

Para ver as transações de um address, o primeiro passo é copiar o endereço e colar no buscador do blockchain explorer

➡️ A não ser que você esteja em um block explorer especializado, o mais provável é que o software pergunte em qual blockchain você quer realizar a busca. 

block explorer

Depois de selecionar uma opção, você tem acesso a mais detalhes  de uma address:

block explorer2

Como você pode ver, a primeira vez que esse endereço foi usado foi há 8 meses e já foram feitas 8 transações até o dia de hoje. Um total de  ~0.13 BTC foi movimentado. Abaixo, você pode ver os detalhes de cada uma das operações: 

block

Se você clicar no hash da transação, ou seja, seu ID, verá todos os detalhes associados à operação:

block

A operação movimentou 0.21733835 BTC (ou 11.407,44 USD, na conversão do momento). Pagou 60.37 USD de comissão e está registrada no bloco 673861.

🔗 Isso quer dizer que se você colocar “673861” no explorador de blockchain, entre todas as suas transações, a que usamos no exemplo vai aparecer. 

Como ver o estado da mempool?

Para ver o estado da mempool, você pode usar exploradores especializados como o mempool.space, que exibe todos os detalhes da mempool da rede Bitcoin.

mempool

À direita, você pode ver todos os blocos já validados, seu tamanho, a quantidade de transações contidas em cada um, há quanto tempo foram adicionados na blockchain e a média das comissões pagas por transação

À esquerda, você pode ver as transações que estão na mempool esperando por confirmação. Estão todas agrupadas em blocos tentativos, de acordo com o valor da comissão que estão dispostas a pagar.

👉🏻 Quanto mais alta a comissão, mais provável que seja incluída no próximo bloco. 

A partir da quantidade de transações na mempool e do valor médio das comissões, a página informa uma estimativa de quanto deveríamos pagar para fazer uma transação. 

mempool2

No momento deste screenshot, havia quase 12 mil transações esperando confirmação. Se você quisesse fazer uma transação, precisaria pagar entre 52 e 85 centavos de dólar para ser levado em conta. 

O que é sat/vB?

É a unidade de medida para comissões de bitcoin:

🧮 sat/vB = satoshi/virtual byte

Ou seja, a quantidade de satoshis que estamos dispostos a pagar por cada byte que nossa transação seja inserida na blockchain

Na rede Bitcoin, podem ser feitas diferentes tipos de transações, que ocupam mais ou menos espaço na blockchain. 

Ao longo dos anos, foram feitas várias atualizações no código da blockchain do bitcoin que permitiram que as transações ocupassem cada vez menos espaço. 

Atualmente, uma transação padrão ocupa aproximadamente 210 bytes.

➡️Ou seja: 12 sats/byte * 210 bytes = 1440 sats = 0,3 USD

Como checar o status de uma transação?

Se você fez uma transação e ela ainda não chegou ao seu destino, é possível descobrir seu status usando um explorador de blockchain

Na hora em que você fizer a transação, seja em uma exchange centralizada ou a partir de sua própria wallet, um ID da operação será informado. 

Copie esse ID e cole no buscador de qualquer blockchain explorer.

Possíveis situações:

#01 A transação nunca foi enviada

O explorador de blocos informará que o ID não existe. Se tiver feito via exchange, você pode entrar em contato com o suporte e informar a situação. 

Se foi a partir de uma carteira própria, você pode verificar no histórico se há alguma transação realizada.

#02 Enviado, mas não confirmado

Uma transação é confirmada quando é adicionada a um bloco e inserida  na blockchain. Se o navegador informar que a transação tem 0 confirmações, isso significa que ela ainda está na mempool.

Isso pode acontecer porque a transação é muito recente ou porque a comissão definida foi muito baixa. Em ambos os casos, basta você esperar: em algum momento, a transação será validada.

#03 Enviada e confirmada, mas ainda não chegou

Você vê que a transação tem 1 ou 2 confirmações, mas ainda não vê o saldo creditado na carteira de destino. 

Isso acontece porque a transação possui poucas confirmações (em várias exchanges, por segurança, são necessárias pelo menos 6 confirmações para que a operação seja realizada). 

Nesse caso, você já pode ficar tranquilo, porque a transação já está confirmada, é só aguardar alguns minutos para que ela seja creditada.