Cardano (ADA): o que é e comprar essa crypto na Lemon

A Cardano é uma blockchain lançada em 2017, em conjunto com seu token nativo, o ADA.

Seu nome é uma referência ao polímata italiano Gerolamo Cardano. Já o token ADA leva o nome da matemática Ada Lovelace, reconhecida como a autora do primeiro algoritmo a ser processado por máquina, ainda no século XIX.

blockchain da Cardano foi concebida como de terceira geração. Sua aposta é solucionar os problemas de escalabilidade das blockchains da primeira geração (Bitcoin) e da segunda (Ethereum).

Quem defende essa classificação acredita que as blockchains de gerações anteriores sofrem com gargalos e ineficiências que impedem que elas suportem a quantidade de transações que precisam processar diariamente.

Um dos maiores problemas desses gargalos é o congestionamento das operações. Quanto mais congestionada, maiores são as taxas de transferências de  criptomoedas, ou gas fee, de uma blockchain em particular.

O que são criptomoedas voláteis?

A cardano é uma criptomoeda volátil. Ou seja, a ADA faz parte do grupo de ativos cujo preço pode flutuar em um curto período de tempo.

Isso quer dizer que a cotação de 1 ADA muda de acordo com os diferentes momentos do mercado. É o oposto das stablecoins, que têm seu valor lastreado em outros ativos, como as moedas fiduciárias, que apresentam muito menos variação em sua cotação.

Como a Cardano está estruturada?

A blockchain da Cardano tem uma estrutura que distingue duas camadas:

  • Camada de Liquidação (CSL, Cardano Settlement Layer), também conhecida como a fase Byron;
  • Camada de Computação (CCL, Cardano Computation Layer).

CSL permite não só a realização da transferência de criptomoedas ADA entre participantes da blockchain, como também é a camada que faz o registro das transações, da mesma forma que em outras blockchains de Layer-1, como a do Bitcoin ou Ethereum.

Já a CCL está composta de múltiplos componentes, que foram lançados durante as fases Shelley e Gouguen, e permite a tokenização, os smart contracts e apps descentralizados (dApps). Mas vamos falar melhor sobre isso mais adiante, ainda neste artigo, quando expliquemos as diferentes fases desta blockchain 😉.

Por fim, a rede da Cardano usa uma adaptação patenteada do protocolo de consenso de Prova de Participação, ou Proof of Stake (PoS), conhecido como Ouroboros.

Se você costuma acompanhar as notícias sobre criptomoedas, deve ter visto que uma das maiores críticas relacionadas a algumas blockchains de primeira geração têm a ver com seu consumo de energia.

Neste sentido, o Ouroboros é um protocolo que, segundo a própria Cardano, “fornece e melhora as garantias da PoW (Proof-of-Work) por uma fração do custo energético

No novo protocolo, são combinadas a matemática dos games com criptografia, tudo para assegurar que as redes que o apliquem sejam íntegras, longevas e tenham uma excelente performance.

De fato, é um protocolo que aproveita princípios tanto da psicologia comportamental como da filosofia econômica. Um mix impressionante de conhecimentos que tem o objetivo de propagar a rede globalmente, além de ter consciência ambiental.

Este é o primeiro algoritmo PoS revisado de cientificamente, por pares, auditado e verificado de forma independente.

Para que serve a ADA?

Unknown 1

ADA é uma criptomoeda que, como as outras, pode servir como reserva de valor, como investimento ou meio de troca.

Mas ela oferece muito mais: sua blockchain pode ser usada para hospedar smart contracts ou para que os usuários tenham participação nas decisões de governança descentralizada da Cardano.

Outros pontos interessantes são o uso da crypto ADA no financiamento de pesquisas e no desenvolvimento e adoção empresarial orientadas a blockchain.

As referências científicas da Cardano falam de uma ética impulsionada pela pesquisa do projeto e por dar prioridade à aplicação de uma teoria técnica sofisticada  no mundo blockchain.

Essa rede de blocos tão inovadora foi criada por uma equipe mundial de acadêmicos e engenheiros, tudo com o objetivo de desenvolver novas tecnologias, descobrir novas maneiras de interagir e criar formas de trabalho inéditas.

Uma melhoria para a blockchain: a fase Alonzo Hard fork.

Uma das coisas mais interessantes da Cardano é que ela está sempre em busca de melhorar em tudo que for possível. Neste sentido, a nova atualização Alonzo Hard Fork chegou para deixar a blockchain ainda melhor.

Esse update é importante para a Cardano porque conta com a implementação da possibilidade de rodar smart contracts em sua rede.

Também conhecidos como contratos inteligentes, são linhas de código de programas que se executam automaticamente quando algumas condições pré-determinadas são cumpridas.

Isso quer dizer que, com esta melhoria, qualquer pessoa poderá desenvolver e implementar seus próprios smart contracts na blockchain da Cardano, pavimentando o caminho para a chegada de aplicativos descentralizados nativos (DApps).

Além de tudo, o fato de que qualquer um possa introduzir seus próprios smart contracts em uma blockchain permite que os desenvolvedores consigam identificar e eliminar erros existentes na cadeia, antes da mudança oficial para a fase Gouguen.

As fases da Cardano

Untitled design 1 2 1
O que é Cardano e quais são suas fases?

O desenvolvimento da Cardano é dividido em cinco etapas, ou fases principais. Cada uma tem como objetivo expandir as funcionalidades da rede. Confira quais são:

  1. Byron: define o código fundacional da Cardano. Permite que seus usuários troquem o token nativo e extraiam ADA usando o algoritmo de consenso de prova de participação (PoS).
  2. Shelley: focada na descentralização da rede mediante a criação de incentivos para que os usuários aloquem seus próprios nós. O principal objetivo dessa fase é garantir que a blockchain seja administrada por um maior quantidade de participantes da rede, ao invés de somente por um pequeno e centralizado grupo de usuários.
  3. Gouguen: estreia a capacidade de introduzir smart contracts na rede, o que permite que os desenvolvedores criem aplicativos descentralizados na blockchain Cardano.
  4. Basho: melhora o rendimento subjacente da rede e, com isso, aumenta o poder de processamento, assim como a escalabilidade. Essa fase também introduz as cadeias laterais, que são uma forma de escalar uma mesma rede usando múltiplas blockchains.
  5. Voltaire: agrega um sistema de votação e tesouraria para a autosuficiência da governança. Os usuários podem investir seus fundos para ter participação na decisão dos futuros desenvolvimentos da rede.

Atualmente, a Cardano encontra-se nas etapas finais da fase Shelley, que incorporou uma série de novas características na rede.

Entre as novidades, podemos citar o protocolo de prova de participação (Ouroboros, que citamos anteriormente) e um esquema de incentivos e delegação que recompensa os participantes, além de um melhor suporte de carteiras.

Quais são as vantagens e os usos da Cardano?

Untitled design 2 1 3
  • Charles Hoskinson (um dos co-founders da Ethereum) criou a Cardano e, por isso, ambas as criptomoedas compartilham features.
  • Com a nova atualização, qualquer um vai poder criar e implementar  seus próprios smart contracts na blockchain da Cardano, que são uma espécie de acordo digital que usa tecnologia blockchain para verificar transações.
  • Seu protocolo PoS (proof-of-stake) usa menos energia e permite que a mineração das transações seja mais rápida.
  • A Cardano está crescendo no mercado de crypto. Segundo especialistas, sua popularidade aumentou de forma significativa.
  • No momento de publicação deste artigo, a ADA é a oitava moeda com maior capitalização de mercado.
  • Seu valor máximo histórico foi U$D 3,10 por ADA, em setembro de 2021.

A Cardano é uma blockchain que tem como objetivo revolucionar o mundo crypto. Está fazendo um bom trabalho em sua jornada e seu token está ganhando terreno em sua adoção.

Em sua oitava colocação no ranking de capitalização de mercado crypto, só fica atrás de gigantes como o bitcoin, o ethereum, algumas stablecoins de peso como USDC e USDT e outras cryptos igualmente relevantes.

Como comprar ADA na Lemon Cash?

#01 Baixe o app

O primeiro passo é baixar o aplicativo Lemon Cash. Você pode fazer isso em qualquer dispositivo móvel no Brasil, em Android ou iOS.

#02 Crie sua conta

Na sequência, você cria uma conta usando um e-mail válido e segue os passos indicados pelo aplicativo.

#03 Verifique sua identidade

Depois de criar sua conta, você valida a sua identidade enviando uma selfie e uma foto do seu RG para liberar as transações na Lemon Cash. Esta etapa é obrigatória para conseguir usar o aplicativo.

#04 Deposite reais na Lemon

Chegou a hora de depositar reais na Lemon e poder comprar criptomoedas.

Em “Início”, selecione “Depositar”. Nessa parte, você vai ver o PIX da conta para envio. Copie esta informação e, no seu homebanking ou conta virtual, faça uma transferência a esse PIX. Seus reais serão creditados em instantes.

#05  Compre criptomoedas

Uma vez que você tenha reais na sua conta Lemon, você pode entrar na sua carteira e comprar ADA ou a criptomoeda que queira.

Entre em “Comprar” e escolha o valor, em reais, que quer converter.

Na tela, você verá a quantidade equivalente em ADA. Aqui na Lemon, você pode comprar criptomoedas a partir de R$ 1,00.